[Resenha]: Cítricos, eu, ele e um destino totalmente sem graça ♥

Olá Florzinhas!!!
Hoje a resenha é do livro "Cítricos; Eu; Ele e um destino totalmente sem graça" em parceria com a Chiado Editora. Confira:




  As coisas, nunca acontecem como a gente quer. E Alison está descobrindo isso agora. Com dezessete anos e alguns meses de vida, ela tem a vida e a cabeça de uma adolescente normal. Mas isso não durou muito tempo. Ela sempre acreditou em coisas que a maioria das pessoas discordavam. E ela sempre acreditou em um tal de “Serendipty”, que pode nem existir.  Depois de alguns episódios na sua vida, ela decidiu mudar de cidade, de cabeça e coração. Mas o que ela não sabia, é que isso é uma mudança muito confusa.  No meio disso tudo, ela conhece o Jason. Um japonês americano interessante, que parece ser o amor de sua vida. E entre embaixadinhas com seu coração, ela finalmente marca um gol. E um belo de um gol.  Na nova cidade, Alison faz um novo amigo e descobre que a vida não é tão colorida como imaginava. E dividir o apartamento apenas com seu pai, não é tão divertido assim. E com essas confusões, decepções e desilusões, viver a vida não parecia tão interessante. Pelo menos, não para Alison.  E de repente, as coisas se vão tão rápidas quanto vieram.  E aí, a vida perdeu todos seus interesses. Alison decidiu se esquecer de tudo, de qualquer jeito. E não importa forma, rápida ou lenta. Mas essa forma não seria tão útil. E mais fácil seria, enfrentar esse “tudo”.  As coisas voltaram a dar certo. As coisas estão dando certo. Até agora. Entre essa esfera que vai e vem que é a vida, Alison aprende lições valiosas. Lições, que ela levará para o resto da vida. E lições nem tão valiosas assim, do tipo “como existe um japonês americano”.  Para Alison, o fim virou um começo. E esse começo, pode nunca mais ter um fim.

Cítricos conta a história de uma adolescente comum, narrada por ela própria como se o livro fosse seu diário.
Alisson (uma menina, porque Alisson não é só nome de homem!) diz que seu destino é sem graça, mas na verdade, parece que o destino tira uma "graça" com a cara dela.
Ela passa por várias situações difíceis em sua vida e eu maior sonho é viver uma "Serendipty" ou seja, "escrito nas estrelas", porém está escrito nas estrelas que ela têm que sofrer muito, ainda mais por ser uma "artista" que segundo sua mãe, são mais sensíveis.
"Ali" mora em Nova Lima, Mina Gerais, com sua mãe padrasto e irmão mais velho; estuda com sua melhor amiga Victória e visita sua amada vó que está doente no hospital. 
Tudo ocorrendo normalmente, nada de extraordinário até que uma série de tragédias acontecem em sua família e ela acaba indo morar no Rio de Janeiro com seu pai. Já na mudança ela percebe que as coisas vão ser diferentes em sua vida, quando conhece Jason e o destino o coloca duas vezes em seu caminho, sem que eles façam algo para isso acontecer. Jason a faz muito bem e os problemas dela são esquecidos, mas, nem tudo são flores na vida cheia de altos e baixos de Alisson, e um erro se torna nada perto de uma nova tragédia, que consequentemente, traz um novo destino ou acaso.
Eita que a Dona Alisson sofre hein? A escritora não teve dó dela, mas eu tive e admito que chorei em algumas cenas da história. A única coisa que me incomodou no livro foi os pequenos erros de português e repetição de palavras, porém não consegui parar de ler o livro até terminá-lo. Ao meu ver, a escrita melhora no decorrer das páginas, creio eu, pelo fato da personagem estar amadurecendo (mesmo fazendo algumas rebeldias). 
O final deixa a gente com gostinho de quero mais, afinal, Alisson merece um “Serendipty”!!!

ONDE COMPRAR:
Chiado Editora: aqui
É isso pessoal,  um beijo e até a próxima ♥♥♥ 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

© RM Desing - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Renata Massa | Tema Base: Butlariz.
imagem-logo