[Resenha]: O Homem ♥

Olá Florzinhas!!!
A resenha de hoje é a do livro O Homem, do autor Furio Lonza publicado pela  Editora Penalux, parceira do blog. Confira:


Prestou mais atenção no corpo da menina: ela tinha uma pele acobreada, os cabelos bem ruivos: eram pixaim, uma penugem loira acompanhava o contorno dos braços e pernas. Sua estrutura era um resumo em miniatura de todas as possibilidades genéticas que o ser humano colocara em circulação nos últimos cinco mil anos. Completando-se mutuamente, havia ali a Índia, a África, a Escócia, o Caribe, tribos indígenas peruanas, havia a Ásia, o Afeganistão; ela era cristã, muçulmana, budista, era presbiteriana, xiita, ortodoxa russa; era basca, galega e catalã. Em suas pupilas, viu o deserto, viu oásis, viu catedrais, viu monumentos, viu o infinito e pressentiu a presença de divindades egípcias e anjos de quatro faces: viu lhamas, viu girafas, viu pandas; viu hieróglifos estranhos em pergaminhos e mil desenhos deslumbrantes de animais rupestres com cavernas antigas: viu uma mãe esquimó dando de mamar a um bebê num iglu da Groenlândia. Viu a terroeira margem do rio, a quarta dimensão, viu os quintos dos infernos.

O caos começou em uma pequena cidade no interior do nordeste brasileiro, São Jerônimo, quando um casal branco deu à luz a um menino negro, sem que estes tivessem ancestrais e que a esposa fosse infiel. Logo após, a mesma situação se espalhou por todo o mundo. Em todos os lugares, crianças de diferentes nacionalidades pareciam nascer nas famílias erradas, sem um motivo aparente.

"Chegaram à conclusão de que a lógica, as estatísticas, o bom senso, nem mesmo a fé poderia resolver aquela questão."

No princípio, a população exigia respostas da Igreja, mas com o tempo, nem ela, nem a ciência eram capazes de explicar o que estava acontecendo. Para uns, a culpa era das mulheres, acusadas de infiéis e punidas, até assassinadas. Para outros, era questão de genética, DNA, genes migratórios. E ainda havia aqueles que acreditavam ser coisa de alienígenas. Uma confusão.
Neste cenário, vivia o padre Olavo e o Coronel Emiliano, o primeiro buscando respostas e o segundo, gerando um filho com todas as características de todos os povos, de todas as culturas, de todos os lugares...

"Sua estrutura misturava as características de todas as raças do mundo."

O livro é uma ótima leitura para amantes de ficção científica, e traz muitas mensagens cheias de ensinamentos, mas a mais impactante e enfatizada, é a diferença racial, um fato que muita gente ainda não consegue aceitar. Fica a dica! 😉

ONDE COMPRAR:
Editora Penalux: aqui

É isso pessoal, um beijo e até a próxima 💓😘💓

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

© RM Desing - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Renata Massa | Tema Base: Butlariz.
imagem-logo